aristides sousa mendes

Realizou-se no passado dia 27 nos Arquivos Nacionais do Luxemburgo a antestreia da exposição sobre Aristides de Sousa Mendes, na presença da Ministra da Cultura Sam Tanson, do Embaixador de Portugal, de responsáveis pelos Arquivos Nacionais, de familiares do Cônsul que vivem nos EUA, Canadá, França e Portugal, filhos de pessoas a quem o Cônsul deu vistos, salvando-lhes a vida, elementos da Memoshoah, muitos luxemburgueses e membros destacados da Comunidade Portuguesa.

Exposição é o resultado de um trabalho conjunto que visa i) revelar na sua plenitude o papel de Aristides de Sousa Mendes como Cônsul de Portugal em Bordéus na segunda guerra mundial, onde salvou a vida a muitas pessoas de diversas nacionalidades e origens, entre elas luxemburgueses e judeus; ii) celebrar a adesão de Portugal à organização International Holocaust Remembrance Alliance; iii) sublinhar as relações entre Portugal e o Grão –Ducado, forjadas ao longo da história por laços de sangue, pela acção do Cônsul em Bordéus e pela emigração portuguesa que ajudou a construir e desenvolver o Luxemburgo; e iv) dar este exemplo como um alerta contra populistas, nacionalistas e extremistas que visam dividir a Europa de novo, lembrando outros tempos e outras tragédias que não podem voltar a repetir-se.

A visita à exposição nos Arquivos nacionais é obrigatória. Fecha portas no dia 22 de Fevereiro de 2020. Não se esqueça de lá ir. Vai gostar e sentir-se bem!     

  • Partilhe